50 Tons de Portuñol


Obra tenta mostrar de uma "forma engraçada e de fácil leitura, usando causos, textos e imagens, como o uso sem controle do Portunhol e a crença amplamente disseminada de que 'não é necessário estudar, eu me viro falando devagar...' podem levar a situações não desejadas." Em sua primeira edição, 50 Tons de Portuñol, que foi elaborada por um argentino vivendo há mais de uma década no Brasil, é "vitima", em uma divertida ironia, do próprio portunhol. Na página 11, por exemplo, o autor diz que está "todo bem", e na 13, comenta sobre as enormes "diferencias" de pronuncia e significado que podem existir entre palavras do português de acordo com a região. Pode adquirir o livro aqui.

Compartilhe