O mundo estuda espanhol

El mundo estudia español aborda, de forma ordenada e país por país, o contexto geral e particular no qual se desenvolve o ensino de espanhol no mundo. Parte-se do marco sócio-econômico, político e administrativo de cada país; em seguida, são expostas as características dos sistemas de educação, com dados sobre população escolar e currículos, e a posição que ocupam em tais sistemas aspectos como o ensino de línguas estrangeiras, sua obrigatoriedade ou não, e a carga horária. De forma mais pormenorizada, é abordada a situação do espanhol como língua estrangeira nos currículos, nos centros em que se ministra, as horas dedicadas ao ensino e as características do professorado para, finalmente, oferecer algumas conclusões acerca das expectativas de evolução do ensino de espanhol.

Aumento do número de estudantes de espanhol do ensino médio, não-universitário: destacam-se Alemanha e Polônia, países em que o espanhol é a língua estrangeira com mais incremento em sua demanda nos últimos anos; também Reino Unido, país com um aumento constante de alunos que estudam espanhol com língua estrangeira, e Tunísia, onde o espanhol se encontra em plena expansão.

Leia o relatório completo (Em espanhol):

E veja também
Compartilhe